2º Feira Bíblica
antarvasna hindi

2º Feira Bíblica

2º Feira Bíblica

Terça feira, dia 18 de Dezembro, na Primeira Igreja Batista em Tibiri II realizou-se a segunda feira bíblica em encerramento ao ano letivo da nossa Escola Bíblica.

Entre o Espaço Gospel, Templo e Salas, distribuíram-se as diversas salas da nossa Escola, tanto as de domingo pela manhã, quanto ás da terça a noite, e todos juntos realizamos uma grande feira, sobre os assuntos estudados ao longo do segundo semestre do ano.

Foi com muita dedicação, entusiasmo e conhecimento, que todos os participantes trouxeram um pouquinho do que haviam aprendido para compartilhar entre todos. E agora, queremos compartilhar com você um pouquinho do que vimos, aprendemos e também fizemos.

Classe: Juniores
Professores (as): Tatiane Feliz e Josenice Pereira
“A Parábola do Semeador”

Foi irresistível a entrada na sala dos Juniores, na porta estavam duas adoráveis meninas: Letícia e Lorena, com um sorriso contagiante e um convite simpático; elas estendiam bombons e perguntavam: “Vai entrar?” e antes que se pudesse responder, novamente: “Não vai entrar?”, era impossível dizer que não. E ainda bem que não dissemos.

Se existia alguma dúvida ou dificuldade sobre esta parábola nossas crianças com certeza esclareceram cada uma delas…

A sala estava disposta em duas etapas, no centro dela, seis meninas explicavam a parábola em cada situação narrada. Para simbolizar a situação descrita, demonstraram cada etapa por onde a semente fora jogada. Por isso, a mesa abrigava pedras, checho, espinhos, areia ressecada e por fim, folhas verdinhas e frescas, o que representa aqueles que têm coração bom e generoso, que ouvem a palavra de Deus e não apenas a guarda, mas também a frutifica. Porque cada um de nós recebe a sementinha de Deus, e devemos saber plantá-la e cuidá-la.

Assim, ainda nessa linha de pensamento, participamos de uma dinâmica feita por Miguel, que nos entregou bolas de sopros para enchermos. Enchidas, ele pediu para não amarrarmos, mas estender para cima e soltar. Feito assim, ele argumentou que somos da mesma forma que os balões quando não nos enchemos do conhecimento de Deus, ficamos por aí flutuando, perdidos e vazios.

Ao sairmos da sala, cada um recebeu como lembrança um copinho com uma semente já plantada… Fica para nós a lição de semearmos por onde formos, e continuar regando aquilo que já temos.

Classe: Adolescentes
Professores: Vitor Hugo e Felipe Julião
“Mutualidade – Ação Cooper”

No centro do Espaço Gospel, estavam os nossos adolescentes, em um stand com cartazes, fotos e mensagens. Em uma mesa fizeram a exposição da revista pela qual estudaram neste segundo semestre.

Para todos que sabem que a Mutualidade se dispõe de várias características boas, de reciprocidade, de troca de mútuos benefícios para um bem comum… Pôde acompanhar cada característica dela que os adolescentes nos apresentaram. E para quem não sabia, aprendeu direitinho com eles.

A sequência apresentada foi seguida por versículos e explicações contextualizadas de cada uma das características:

Mutualidade

“Portanto com povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência.
Suportem-se uns aos outros e perdoem as queixas que tiverem uns contra os outros. Perdoem como o Senhor lhes perdoou.
Acima de tudo, porém, revistam-se do amor que é o elo perfeito.
Que a paz de Cristo seja o juiz em seus corações, visto que vocês foram chamados a viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos.
Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo; ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, e cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seus corações”. – Colossenses 3. 12 ao 16

1º Servir

“Levantou-se da mesa, tirou sua capa e colocou uma toalha em volta da cintura. Depois disso, derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos, enxugando-as com a toalha que estava em sua cintura”. – João 13. 4 e 5 

2º Perdoar

“Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam Bondosos e Compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutualmente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo”. – Efésio 4. 31 e 32

 

3º Aconselhar

“Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo; ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, e cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seus corações”. – Colossenses 3.16

4º Suportar

“Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos”. – Filipenses 2.3

5º Confessar

“Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros”. – Tiago 5. 16a

6º Orar

“Orem uns pelos outros para serem curados; A oração de um justo é poderosa e eficaz”. – Tiago 5. 16b

Classe: Jovens
Professor: Yndrews Filliph
“Doutrina do Pecado”

A classe de Jovens nos apresentou um mapa conceitual sobre a doutrina do pecado, neste mapa encontramos uma sequência de conceitos que surgiam a partir da palavra ‘pecado’ e seguiam em linhas paralelas, até que se chegasse a palavra ‘justificação’. Neste mapa, foi traçado uma linha de pensamentos devidamente explicada pelos alunos presentes; Os jovens atribuíram o ensinamento da Doutrina do Pecado, de acordo com o livro ‘Somos todos Teólogos’ que foi estudado durante o segundo semestre.

A doutrina do pecado começa a ser explicada pela Natureza do Pecado, sua origem e seus tipos. Logo mais, ela continua abrangendo o conceito de pecado em categorias específicas, que vem nos justificar porque somo ruins de natureza, porque toda a natureza humana caiu junto com Adão e Eva, porque carregamos o peso desse pecado, e porque somos justificados em Cristo. Foi pela sequência do mapa, que os jovens nos explicaram cada um desses pontos, assim também como entendemos porque pecamos contra nós mesmo, contra Deus e o próximo, e como apenas Jesus Cristo pode nos reconciliar com o Pai Eterno.

Classe: Novos Convertidos
Professor: Pastor Evandi Monteiro
“Servos da Bíblia”

A classe dos Novos Convertidos nos trouxe o tema ‘Servos da Bíblia’, nos mostrando algumas características que temos como servos, e nossas mudanças como novas criaturas, e claro, sobre o privilégio de sermos conhecidos como Filhos de Deus.

Dentre os oito tópicos citados, eles destacaram alguns e dividiram em três partes:

1º Crente Renascido

Um cristão renascido sabe em seu íntimo que a partir do momento que aceita Jesus Cristo como Senhor da sua vida, morre para o mundo e nasce para Deus; por isso são chamados de Nova Criatura, porque tudo aquilo que antes eram, passaram a não ser mais. Deus dá a eles, através de Seu Filho, uma nova vida, novas escolhas, novas chances. Deus nos concede a graça de uma vida santa e prospera quando renascemos para Ele, quando nos dispusemos a servi-lo.

2º Novas Responsabilidades

Quando renascemos para Deus, aprendemos pela sabedoria de seu Espírito que adquirimos responsabilidades como seus filhos, assim como também adquirimos o testemunho do Evangelho Dele, para que por onde formos, cada um saiba que somos responsáveis pelas Boas Novas. Por isto precisamos seguir o caminho que a Bíblia ensina, seguir suas instruções, seus ensinamentos… Precisamos usar a Bíblia como manual de vida diário, para sabermos quais escolhas tomar, como proceder, como servir a Cristo, e como adorá-lo em Espírito e em Verdade.

3º Novos Privilégios

Precisamos reconhecer todos os dias que somos privilegiados, que não há maior privilégio no mundo do que ser reconhecido como Filhos de Deus. É privilégio nosso termos um Pai que nos ama incondicionalmente, que deu Seu Primogênito para que nós não fôssemos condenados, mas pudéssemos nos reconciliar com Ele. É privilégio poder ler a Bíblia todos os dias, cantar louvores a Deus, busca-lo e adorá-lo. A vida Cristã, daquele que é renascido para Deus, que cumpre com suas responsabilidades diante Dele, reconhece os privilégios que só Deus pode proporcionar aos Seus Servos.

Classe: Maturidade
Professor: Raniere França
“Dons do Espírito”

A classe de Maturidade apresentou seu stand no templo, e aproveitando muito bem o espaço fizeram a exposição de quadros e cartazes esclarecendo um pouco mais sobre os Dons Espirituais.

Algo que chamara atenção de todos ao passarem por lá foi a repetição de um único versículo:

“Irmãos, quanto aos Dons Espirituais não quero que vocês sejam ignorantes”. – 1º Coríntios 12.1

Este versículo estava á exposição em todos os lugares do stand. Mas por quê? Porque ainda existe certa dificuldade sobre o entendimento dos Don Espirituais, e assim como Paulo nos instrui há séculos; hoje precisamos instruir uns aos outros a buscar conhecer o seu Dom Espiritual, entender melhor sobre este assunto e não ser ignorante, ou indeciso á este respeito.

E com esse intuito, a classe de Maturidade começou sua apresentação afirmando que a Igreja é o corpo de Cristo, e nós fazemos parte deste corpo, não pode apenas um ser o corpo completo, por tanto, cada um faz parte de um ‘pedaço’ do corpo. Todo cristão que aceita Jesus Cristo como Seu Salvador e passa a estudar a Palavra de Deus recebe um Dom, que deve ser usado mutualmente em favor de todos.

Há também, certa dificuldade em diferenciar os Dons dos Talentos, e ambos são coisas distintas. Um lhes é concedido exclusivamente pelo Espírito de Deus, e o Talento é algo que temos propensão a ser bem sucedido, ou podemos adquirir com o tempo. E o Dom depois de recebido, podemos aperfeiçoa-lo.

Seguindo para o próximo cartaz, nos foi apresentado quatro chaves do Novo Testamento a respeito dos Dons, isso é, são textos chaves, que nos condicionam a entender melhor quais são e como podemos usar os Dons descritos; elas se encontram em:

1º Romanos 12. 2 ao 8
2º 1 Coríntios 12. 8 ao 10
3º 1 Coríntios 12. 28 ao 30
4º Efésios 4. 7 ao 12

Após vermos sobre estas chaves, outro quadro exposto era o quadro sobre Os Dons. Nele, classificavam-se quatro, depois de analisarmos os quadros, poderíamos marcar o dom que acreditávamos ter. As muitas opções estavam classificadas em:

1º Dons Ministeriais

Pessoas que trabalham para o avanço e aumento do Reino. 

2º Dom da Palavra

Pessoas que ouvem, creem e praticam os Ensinamentos de Deus. 

1º Dons de Sinais 

Pessoas que se envolvem com o sobrenatural, como as que curam e profetizam. 

1º Dons de Serviços

Pessoas que servem no Reino e ao próximo com amor.

Por fim, a última exposição nos apresentava um questionário sobre os Dons Espirituais, onde cada um recebeu o seu e ficaram encarregados de responder em casa, e analisar qual segmento de Dom tem. Neste questionário recebido, encontramos uma lista de Dons, entre Administração, Evangelismo, Exortação, Contribuição, Serviço, Misericórdia, Liderança, Hospitalidade, Profecia, Intercessão, etc. Vale salientar que jamais teremos todos os Dons, assim como também, não podemos não ter nenhum. Pois como Corpo de Cristo, cada um tem a sua função, para que todos juntos funcionem como Igreja de Cristo.

Classe: Adultos
Professor: Jacson Félix e Solange Monteiro
“Religiões e Religiosidade”

Na Classe de Adultos, nos deparamos com uma imensa escuridão, mas guiados por uma lanterna de pouco a pouco fomos compreendendo o que aquela simbologia iria significar.

Em cartazes distribuídos por toda a sala, vimos diversos contextos sobre a ‘Religiosidade Humana’, ao qual abrange as seitas, as heresias, culturas miscigenadas, diferentes religiões e etc. Especificando a cultura Brasileira herdada, vimos o ‘Catolicismo, Maria e a Idolatria’, assim como todos sabem, que uma das grandes características que difundem o Cristianismo do Catolicismo é o fato de que eles prestam adoração a imagens e esculturas, assim como a santos, e nós Cristão prestamos toda e qualquer adoração exclusivamente a Deus.

Também nos foi apresentado a grande influência que as diversas religiões têm no comportamento humano, literalmente em toda a humanidade e em qualquer crença, como as religiões Umbanda, Candomblé, Testemunha de Jeová, Mormos, Catolicismo, etc.

As apresentações dessas muitas religiões foram apresentadas ainda as escuras, guiados por uma lanterna, e ao fim, a luz se acendeu um cortina abriu e todos ouviram:

“E eis que o véu do santuário se rasgou em dois, de alto a baixo e a terra tremeu”. – Mateus 27. 50ª

Toda a apresentação mostrada ás escuras, significa a perdição de cada ensinamento mostrado pelas demais religiões. Quando o Véu do Templo rasgou-se ao meio, a salvação veio a Humanidade, através de Cristo, Ele sim é a verdade e a vida, o único que intercede por nós, o único que faz a reconciliação imerecida Diante de Deus. Jesus Cristo é a luz do mundo, é a nossa salvação, e apenas Ele deve ser adorado e glorificado, através Dele que conseguimos sair da escuridão para a Verdadeira Luz.

Classe: Música
Professor: Ramos Nascimento
“A Forma de Adoração”

Em introdução, começamos ouvindo sobre a adoração de Abraão, e como a sua adoração e intimidade com Deus o fizeram ser um homem de Fé, que esperou pela provisão do Senhor. Que mesmo em meio aos momentos mais difíceis, continuou perseverante e confiante nas promessas que Deus o tinha feito. 

Na classe de música, aprendemos um pouquinho mais sobre Adoração. Trazendo ensinamentos entre o Antigo e o Novo testamento, confirmamos mais uma vez que a adoração não deve ser confinada há um lugar específico, pois, Jesus nos trouxe uma adoração genuína, voltada para o nosso interior. Por isso que agora podemos dizer que somos templo e morada do Espírito, porque nós somos a Igreja, somos o templo vivo que deve constantemente adorar ao Senhor. Nossa adoração não deve se resumir a um lugar feito, mas ao nosso interior, a nossa ligação e intimidade com Deus.

Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos?” – 1º Coríntios 6.19

Também nos foi apresentando, diferentes histórias bíblicas, de pessoas que adoraram a Deus em bons e maus momentos. Como Davi, que louvava ao Senhor constantemente com seus instrumentos de corda, sobre a adoração de seu filho Salomão. A adoração de Miriam após atravessar o Mar Vermelho, a adoração de Jó… Belos exemplos e ensinamentos aprendemos com a vida de cada uma dessas pessoas, quão bom é ver que nosso Deus continua o mesmo desde os primórdios até hoje. Tão privilegiados somos por poder Adorar o Deus Perfeito.

Com esta última classe, encerramos nossa Feira Bíblica. Assim também encerramos as nossas atividades deste ano, voltaremos ano que vem em fevereiro com a abertura da Escola Bíblia através do nosso Segundo Simpósio. Parabenizamos cada um dos professores e alunos que realizaram essa feira, que participaram da Escola Bíblica durante o ano de 2018, esperamos essa mesma garra para que o ano de 2019 seja ainda mais abençoado.

 Que Deus continue abençoando cada um de vocês, continue nos ajudando a aprendermos mais sobre a Sua Palavra, que a cada dia possamos buscar viver uma vida agradável aos olhos de Deus, com uma devocional sadia.

Se este ano você não participou da nossa Escola Bíblica, 2019 está vindo aí, dando mais uma chance para todos nós, temos aulas nos domingos pela manhã, e nas terças a noite, com diversas turmas. Venha junto conosco aprender mais sobre este livro maravilhoso que Deus nos presenteou, Sua Palavra! Mais informações, a secretária da nossa Igreja está disponível para esclarecer dúvidas e também fazer sua matrícula. Deus abençoe!!!

 

avatar
  Inscreva-se  
Notificar a