antarvasna hindi

Abrão numa missão de salvamento

Abrão numa missão de salvamento

Amados irmãos, compartilhamos hoje um dia memorável! Nossos corações transbordaram unicamente em gratidão e muita alegria!! Louvado seja o Nosso Deus, voltamos para Casa.

Após 5 meses de isolamento social, depois de tantos encontros virtuais, pudemos, finalmente, nos reencontrar na nossa Igreja. Que alegria rever nossos queridos irmãos, cultuarmos ao nosso Deus juntos, em um único louvor, com corações abertos para acolher esse novo momento que vivenciamos. É claro que, mesmo em meio a alegria de estarmos presencialmente juntos, sofremos pelos que ainda não podem comparecer. Mas, assim como antes, nossos corações estão interligados e nossas orações mantém o mesmo propósito, com fé, breve estaremos todos – sem restrições – juntos.

Assim como fora dito pelo Ministro Ramos Nascimento “Pouco há pouco estamos vendo o agir de Deus… é apenas o começo. Em breve veremos essa Casa cheia, para Gloria de Deus!” Aleluia irmãos! É o desejo do nosso coração, estamos perto de realizá-lo.

Durante a direção do culto a Irmã Solange Monteiro nos atenta para alguns detalhes importantíssimos. Como sabemos, o permitido é de apenas 30% da capacidade total, sendo assim, ficamos restritos ao número de 125 pessoas; seguindo todos os protocolos de recomendação, o uso de máscara é obrigatório, assim como as restrições para idosos a partir dos 60 anos e a proibição de crianças menores de 12 anos.

Quanto a presença nos cultos é necessária a realização de inscrições. Ao longo dessas semanas realizaremos 3 cultos semanais, o Culto de Celebração às 18hrs no domingo, Culto de Oração e Doutrina ás 19hrs30min nas quartas-feiras e o Culto Jovem no sábado ás 19hrs30min. As inscrições são liberadas dois dias antes de cada Culto, apenas o Culto de Celebração terá transmissão Ao Vivo.

Encerrando o momento de avisos, Ir. Solange nos lembra que as arrecadações de alimentos e produtos de higiene continuam com a campanha Há Esperança. Além dos pontos de arrecadação, os itens poderão ser entregues na Igreja apenas nos dias que houver cultos. 

Nosso momento de louvor foi indescritível! Não se pode descrever aqui o que sentimos, como de coração cantamos: nossos dias vivemos no Poder do Amor do Senhor! Aleluia! Desfrutar de uma benção assim nos faz transbordar de gratidão ao nosso Deus, sabendo que só Ele é Aquele que nos fortalece e nos sustenta, agradecê-lo com cânticos que O louvam e exaltam O Seu Nome nos transbordam de Sua Presença. Como é maravilhoso fazermos isso reunidos como Igrejas do Senhor, como Irmãos em Cristo!

A oportunidade foi dada ao Pastor Evandi, antes de começar sua Mensagem nos saúda e compartilha conosco seus pensamentos… Afirma que vivenciamos uma noite histórica e muito especial, compartilhamos a alegria e a vontade de está na Casa do Senhor. “Estejamos alegres mesmo que soframos com a falta daqueles que ainda não podem se reunir conosco, mas cremos no Deus que pode todas as coisas.”

Missão de Salvamento

Esse foi o tema escolhido para refletirmos essa noite, com base em Gênesis 14 lemos um importante acontecimento na vida de 3 personagens que muito nos ensinam. São eles: Abraão, Ló e Melquisedeque.

Pastor Evandi enquanto ler nos atenta para o nome ‘Abrão’, durante esses acontecimentos Deus ainda não havia mudado o nome de Abraão, nem de sua esposa Sara; mas podemos chamar de Abraão enquanto lemos e refletimos sobre a obediência e a fé que foi demonstrada ao Senhor.

No decorrer desses versículos presenciamos uma Guerra na qual Ló é levado cativo, assim como seus familiares, empregados e todos os seus bens. Um dos que conseguem escapar chega até Abraão e conta-lhe o que aconteceu. Abraão em meio a tudo entra na Guerra para buscar seu sobrinho Ló. Um resumo simples, quando concluímos que Abraão entrou em uma guerra que não era sua.

Mas Pastor Evandi nos atenta para o desdobramento. Abraão e Ló eram imensamente abençoados por Deus, homens poderosos e extremamente ricos. Em meio a tantas riquezas, houvera desentendimentos, os quais foram resolvidos com a separação de Ló e Abraão. Abraão em um posicionamento de generosidade permite que Ló escolha livremente uma terra para tomar posse e ir viver nela, Ló com ganância escolhe uma terra fértil, entretanto muito próxima a Sodoma, tal cidade acaba sendo devastada pela Guerra, levando Ló junto.

Nos atentando na atitude de Abraão percebemos que ele foi generoso, mas assim o foi porque sabia que o Deus que o chamou poderia dar-lhe outra terra. Abraão nos ensina a termos um espirito de gratidão, evitando desavenças e conflitos, não devemos brigar pelas bênçãos de Deus, pois Ele tem o controle sobre todas as coisas. Deus nos chama para nos fazer acreditar naquilo que só Você e Ele ver.

Deus é o Senhor da História, Ele sabe o quanto nós somos frágeis e impotentes, e é por isso que Ele nos sustenta e nos guarda. É isso que o texto vem nos mostrar, o controle de Deus. Abraão entrou em uma Guerra que não tinha nada a ver com ele e só a venceu porque o Senhor estava com ele. Abrão foi vitorioso porque era obediente a Deus, é Ele quem vai na frente guiando Seu Povo, é a Luz do Caminho, a Força que nos sustenta; nosso Deus supre as nossas necessidades na medida certa meus Irmãos, Ele nos dá exatamente aquilo que precisamos, nem a mais, nem a menos.

Assim como Abraão precisamos ser prudentes! O preço para salvar uma vida é alto, mas Deus usou Abraão para salvar Ló. Quantas atitudes nós não temos parecidas com a de Ló? Vamos nos aproximando do pecado e só depois percebemos o quanto estamos distantes de Deus. Deus nos chama para fazermos o bem a todas as pessoas da Terra, independente de quem elas sejam… Abraão obedeceu ao chamado de Deus e Deus o fez uma bênção!

Texto de Sara Natália

Faça seu comentário e compartilhe!

avatar
  Inscreva-se  
Notificar a