Comunicação no Casamento

Comunicação no Casamento

Comunicação no Casamento

Na última sexta-feira, dia 10 de agosto de 2018, recebemos em nossa igreja o Palestrante Presb. José Ribeiro, mais conhecido como Dr. Junior, e sua esposa Gianina Lombardi. A igreja estava encantadora e aconchegante para todos os casais que estiveram presentes, contamos com o ministério de louvor para adorarmos a Deus com belos louvores sobre as maravilhas de Deus, nossas famílias.

Antes mesmo de darmos início a palestra, ouvimos o testemunho da nossa irmã Sandrinha e seu esposo Renan Mesquista. Com muita emoção, nos relataram como conheceram o Dr. Junior, e como ele ajudou na reconstrução da sua família; sendo pediatra da sua filha Ester, esteve presente em uma situação difícil e sendo usado por Deus, pôde ajudar, aconselhando e abençoando a Irmã Sandrinha e sua família. Deus faz maravilhas, mesmo quando não esperamos!

Ainda emocionado, o palestrante deu início a sua palestra com a seguinte frase: “No Senhor nada se perde, tudo se reconstrói”. E assim como ele enfatizou, destaco a necessidade de lermos a bíblia. Precisamos lê-la independente de qualquer situação, é através da palavra que podemos identificar os princípios de Deus para o casamento, para os esposos e esposas, para as famílias. É lendo a bíblia que podemos descobrir qual a vontade de Deus para nossas vidas, seus ensinamentos. É a nossa melhor forma de saber como tudo pode ser reconstruído, como Deus no dá uma nova chance. Pois em nós, servos de Deus deve existir 3 essências Cristã:

1º Amar incondicionalmente – 2º Perdoar 70X7 – 3º Nunca desistir do outro

Para os maridos e esposas…

“Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela
(…)

Da mesma forma, os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo.
Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpo, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja.” 
Efésios 5.25, 28 e 29

As esposas precisam se sentir amadas e protegidas pelos seus maridos. É algo indispensável! E é bom destacar aos maridos, que este amor raramente proferido por palavras, precisa ser constantemente demonstrado por atitudes. Sim, é bem verdade que as mulheres se encantam por pequenos gestos, mas admito que elas ficam exuberantes com gestos contínuos.

É muito bem explicado nesses trechos, a forma como um marido deve proceder com sua esposa, amá-la da mesma forma como Cristo amou a igreja, um amor genuíno. Um amor capaz de perdoar, cuidar, trazer felicidade e segurança.

Maridos, não deixem jamais de dizer as suas esposas o quanto elas são especiais. Não precisa de bons presentes, roupas e acessórios caríssimos, precisa-se de afeto, um elogio, um beijo, um abraço seguido de um ‘bom dia’, um passeio de mãos dadas, um momento de carinho. Permitam que suas esposas agradeçam a Deus pelo bom marido que Deus concedeu a ela, e não se queixem pelas coisas que poderiam ser diferentes. Façam valer a pena a bênção sem medidas que Deus os concede, o matrimônio.

Vocês maridos tem a bênção, a instrução e a autoridade de Deus para abençoar suas esposas e seus filhos. Sejam homem fortes! E assim gerarão famílias fortes, mulheres fortes e filhos fortes! 

“Mulheres, sujeitem-se a seus maridos, como ao Senhor,
pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que é o seu corpo, do qual ele é o Salvador.
Assim como a igreja está sujeita a Cristo, também as mulheres estejam em tudo sujeitas a seus maridos.”

Efésios 5:22-24

Assim como as mulheres precisam sentir-se amadas e protegidas, os maridos precisam se sentir respeitados. Cristo, sendo o cabeça da igreja, é completamente respeitado e admirado por ela. Sendo assim, as mulheres devem se sujeitar aos seus maridos, respeitá-los e com a graça de Deus, instruí-los.

Mulheres, sejam sábias na edificação do seu lar. Não sejam tolas, ou perversas, sejam mulheres amáveis, que tem temor ao Senhor, que respeitam seus maridos, não os difamem, nem se queixem a todo instante, não falem mal dos seus maridos, pois falará mal de si mesmo. Se seu marido não é mais o mesmo, ou não é o homem pelo qual você sonhou, ore por ele, ore por você, peça a Deus sabedoria para conduzir seu lar. Não deixe de fazer aquilo que a bíblia instrui, edifique sua casa, trate com amor e respeito seu marido; Confie em Deus e nos seus ensinamentos, saiba que Deus honra o casamento, e está sempre disposto a reconstruir laços. E cada pequeno gesto para reconstruir um casamento, Deus honra; mesmo que só haja 1% de chance em meio a 99%.

“Façam todo o esforço para conservar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz.
Há um só corpo e um só Espírito, assim como a esperança para a qual vocês foram chamados é uma só;
há um só Senhor, uma só fé, um só batismo,
um só Deus e Pai de todos, que é sobre todos, por meio de todos e em todos”.

Efésios 4:3-6 

Mesmo que este versículo tenha sido feito para todos, nesta palestra restringiu-se ao casamento. É preciso salientar que apenas o casal (marido e mulher) são uma só carne.

Uma união de corpos permitida e abençoada por Deus, a união de uma só carne é apenas com seu conjugue, não com pais nem filhos. E é por isto, que o relacionamento entre marido e esposa deve ser sempre uma prioridade, de forma alguma pode-se abrir mão disso. Mesmo que hoje nossa sociedade esteja em declínio, em um caos de valores e princípios, o casamento continua sendo o mais importante alicerce social, ele é a escola do caráter, funcionando como um filtro em meio a todas as dificuldades vividas. Um casamento abençoado por Deus pode ser curado, fortalecido e reconstruído.

Em um casamento é necessário haver unidade, a comunicação sem unidade gera divisão. Uma incompatibilidade de gênero, gerada pela falta de diálogo. É preciso que os dois conversem sobre toda e qualquer coisa, dividam pensamentos e problemas, sejam amigos e parceiros. Não se pode deixar de lado a união, pois o inimigo tentará sempre causar uma divisão:
Di – visão
Divisão de dois;
Duas visões diferentes.

E é daí, que surgem todos os problemas. Por isso a necessidade do diálogo, de estar junto, de resolver juntos. Pois o objetivo de Deus é dá apenas uma visão para o casal, fazê-los uma só carne, para que tenham um só falar, um só crer, uma só maneira de proceder, um só Senhor, e uma bênção inimaginável sobre toda a família. 

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar a