Exposição IMAA
antarvasna hindi

Exposição IMAA

Exposição IMAA

26 de Setembro, Dia Nacional do Surdo, em alusão a este dia o Ministério de Nossa Igreja IMAA preparou com capricho uma exposição sobre este dia, e sobre pessoas que compartilharam domesmo sentimento de aceitação e empatia durante muitos anos.

A Exposição ocorreu em nossa Igreja e teve por intuito nos apresentar um pouco mais sobre a história dos surdos, seus direitos, como viveram durante muito tempo e como hoje apesar de ainda haver dificuldades e até mesmo preconceitos, vivem de uma forma melhor. Ao que antes era considerado como maldição, castigo, incapacidade e tantas outras coisas, hoje é respeitado, aceito, estudado e não mais limitado.

A inclusão, a mutualidade, o amor e acessibilidade hoje faz parte das nossas vidas, os estudos tornaram-se mais acessíveis, as possibilidades mais abrangentes e a vida tomou um novo curso. Em nossa Igreja, desenvolvemos mais amor, respeito e companheirismo assim como amizades, o que nos tornou acessíveis a esse mundo tão vasto dos nossos irmãos surdos, ambos acolheram-se. E isto também foi mostrado na Exposição.

Com capricho organizaram um espaço para a exposição, ao chegarmos nos deparamos com um mundo diferente, aprendemos um pouco mais sobre o cotidiano dos surdos em tempos mais remotos, as dificuldades que enfrentaram, como eram tratados, também vimos como surgiram as primeiras escolas, o avanço da ciência para a melhoria de vida, a aceitação da sociedade e o desenvolvimento de novos tempos. Ao percorrer todo o ambiente, podemos ver alguns cartazes expostos, alguns que contaram situações específicas sobre algo vivenciado, outros que continham algumas frases em libras, uns com fotos que descreviam momentos históricos e muitos outros, os quais nos fizeram descobrir muitas coisas. Como por exemplo:

Abade Charles Michel de Leppé

        Criador dos primeiros sinas metódicos. Fundador da primeira escola de Surdos em Paris; Considerado pai da Educação Pública para os Surdos.

O INES e a Educação de Surdos no Brasil

         Instituto Nacional da Educação de Surdos, fundado em 1857, no Rio de Janeiro, por Dom Pedro II (O qual teve um neto surdo), também pelo Padre surdo Francês Huet. Era um internato que recebia surdos de todo o país, teve a influência de ASF e também dos sinais já usados no Brasil.

“Eu Nasci com a Voz em Minhas Mãos”

         Suas mãos eram amarradas bruscamente, proibindo a comunicação entre eles.

Lei

         Lei Nº 10.436, 24 de Abril de 2002: Reconhece a Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), e foi sancionada pelo Presidente Fernando Henrique Cardoso.

         Decreto Nº 5.626/05: Incluí a LIBRAS na grade curricular dos cursos de Letras, Pedagogia e Licenciatura.

         A Exposição do IMAA não nos mostrou apenas histórias, mas vidas, mudanças, empatia, amor, reconhecimento, lutas e conquistas. Quando abrimos espaço para recebermos pessoas, independente de quais sejam suas diferenças, dificuldades ou deficiências, abrimos espaço para que o amor de Deus seja elevado além de nós.

avatar
  Inscreva-se  
Notificar a