Parábola da Ovelha perdida

Parábola da Ovelha perdida

Na noite de domingo, 04 de Novembro, o Pastor Evandi Monteiro trouxe para refletirmos a “Parábola da Ovelha perdida”, que se em contra em Lucas 15:1-7. É um dos textos mais belos das escrituras sagradas, onde o Senhor Jesus trata do ensino acerca do seu amor pelas ovelhas e a consciência do ser humano como um todo, para que possamos reconhecer a necessidade do Senhor nas nossas vidas.

Qual o poder do ensino de Jesus nas nossas vidas?

Quando começamos a ouvir a palavra de Deus começamos a ser ensinados. Claro que nós não temos a presença de Jesus como os discípulos tiveram, porém, foi para isso que Jesus rogou ao Pai, para que Ele nos enviasse o consolador que é o Espírito Santo de Deus. Para seguirmos a esses caminhos precisamos renunciar muitas coisas, para ser discípulo do Senhor Jesus nós temos que deixar nosso próprio eu. E isso não acontece contra nossa vontade, pois diz a palavra do Senhor em Zacarias 4: 6b

“Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito diz o Senhor dos Exércitos.”

Temos que renunciar nosso próprio eu diariamente e estar focados em Deus, voltados para Ele. O Senhor Jesus nos manda fazer isso, pois se não, começamos a voltar nossa atenção às pessoas ao nosso redor, o que será um completo desastre. As decepções e frustrações logo viram, porque nós somos pecadores, necessitamos da misericórdia de Deus.

No texto, podemos perceber que os fariseus e os escribas sentiram um demasiado repúdio, se revoltaram ao ver Jesus sentado a mesa com os publicanos e pecadores. Os fariseus eram de tal modo que evitavam relações com os publicanos. Esse sentimento que muitas vezes temos que se parece com os fariseus para com os publicamos deve ser jogado fora! Pois isso não glorifica a Deus, consequentemente, não nos faz bem. Temos que mais uma vez, abdicarmos desse sentimento e buscarmos a cada dia nos parecer mais com Jesus, perdoar aqueles que um dia nos machucaram e nos traíram. Mas o Senhor nos instrui a não mudar de um jeito para sermos “santos demais”, pois o Senhor diz que quando estamos assim ele não ouve nossas orações. Por que ás vezes achamos que somos os mais certos, estamos corretos em tudo e o nosso irmão ao lado é o errado. E o mesmo diz: ‘Eu sou o pior dentre esses homens não tenho condições nem de orar ao Senhor’ e por essa oração, o Senhor Jesus diz que a esse será dado à recompensa, mas ao outro, Deus não ouviu sua oração. Temos que renunciar nosso próprio eu e nos humilhar na presença Dele! Um dos pontos da beleza de Deus que é revelada na parábola, é que mesmo tendo esse sentimento parecido com os dos fariseus, Ele nos ama incondicionalmente! Dessa maneira irmãos, desejar a destruição do nosso próximo é uma maneira de dizer não a salvação.

Deus indaga aos fariseus, qual o homem que quando está com uma ovelha perdida, não deixa as 99 para procurar a que se perdeu. Deus usa um exemplo do cotidiano daquela época. Uma ovelha era muito preciosa, perder alguma significava ter um enorme prejuízo, quando uma se perdia o pastor deixava todas as outras protegidas e ia a procurar a que estava perdida. Os pastores eram especialistas em achar uma ovelha… Eles conheciam o ‘jeito de pensar’, o jeito de andar, eles sentiam o ‘cheiro do perigo’, passavam dias a procura da ovelha porque ela valia muito dinheiro. Do mesmo modo é o nosso Senhor Jesus quando uma pessoa se desvia dos caminhos Dele. E Jesus chora com a morte de um pecador, porque do mesmo jeito que as ovelhas são valiosas para os pastores, assim somos nós, para o Senhor Deus. Olhem o quão importante somos para Deus… Por isso que, dentre todas as profissões Deus escolheu ser pastor. Ele se chamou de pastor! A profissão de pastor foi dada a Cristo! Louvado seja o nome do Senhor! Ele usou o nome desse profissional para expressar o Seu sacrifício na cruz.

“Eu Sou o bom pastor. O bom Pastor dá a Sua Vida pelas Ovelhas.” – João 10:11

Quem cuida de nós é o Senhor Jesus, o Pastor do Céu e da Terra, Ele sabe onde então suas ovelhas e também sabe onde estão as perdidas e as que ainda não o aceitaram. Deus quer você, Ele nos quer. Se nos perdemos, o Senhor Deus nos pega nos ombros como faz o pastor da parábola, e há festa no céu quando um pecador volta ao caminho do Senhor. E para aqueles que estão firmes nas Sagradas Escrituras, vocês não devem ‘chicotear’ os que estão em pecado, devemos abençoar, ama-los como Deus ama a igreja! Devemos mostrá-los o caminho que temos trilhado, mostrá-los como se comportar aqui na terra. Ao invés de ficarmos com raiva quando alguém peca, devemos amar e orientá-los como o nosso Senhor Jesus faz conosco. Deus ama a quem nunca se desviou dos seus caminhos, mas também o coração de Cristo entra em festa quando uma ovelha desviada volta aos bons e retos Caminhos. Que tenhamos sempre no coração que é muito mais fácil voltar para os braços do Pai do que enfrentar o que esse mundo tem a oferecer.

Que o Senhor nos abençoe! 

Texto de Maria Alice

Quer ser abençoado através desta mensagem? Ouça a seguir, faça seu comentário e compartilhe!

 

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar a